Polystachya concreta (Jacq.) Garay & Sweet

O gênero Polystachya compreende cerca de 120 espécies que ocorrem predominantemente no continente africano (DRESSLER, 1993). Registrado para os seguintes países: China, Índia, Sri Lankha, Nicobar, Thailandia, Malásia, Laos, Vietnam, Borneo, Java, Lesser Sunda Islands, Moluccas, the Philippines, Sulawesi, Sumatra, EUA (Flórida), México, Guatemala, Honduras, Panamá, Bahamas, Cuba, República Dominicana, Haiti, Ilhas Cayman, Jamaica, Leewards, Porto Rico, Trinidad & Tobago, Windwards, Guiana Francesa, Guyana, Surinam, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e Argentina. Para o Brasil são referidas 12 espécies (PABST, 1950; DUNGS 1975). Pertencente à família Orchidaceae, Polystachya concreta distribui-se nos neotrópicos, embora alguns autores revelem que essa espécie apresente distribuição pantropical (ACKERMAN, 1995). Ocorre em altitudes variáveis de 5 a 1650 m. Floresce no verão e seu período de floração estende-se de janeiro a fevereiro. Suas flores esverdeadas apresentam antese diurna e cada flor dura cerca de dois ou três dias (PANSARIN & AMARAL, 2006). Suas hastes variam de 4 a 30 cm de comprimento. As espécies africanas possuem os mais variados coloridos.

Espécie nativa não endêmica ao Brasil e que ocorre na Amazônia, Caatinga, Cerrado e Mata Atlântica das regiões Norte (Roraima, Amapá, Pará, Amazonas, Tocantins, Rondônia), Nordeste (Maranhão, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Alagoas), Centro-Oeste (Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul), Sudeste (Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro), Sul (Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul).

Em Pernambuco encontramos como epífita em árvores nativas e exóticas em Recife, Moreno, Bonito e Sirinhaém. Plantas encontradas solitárias ou em grupos familiares crescendo entre outras espécies como Epidendrum rigidum com tamanhos variáveis apresentando hastes já desde pequenas. Resistente à insolação direta, mas também crescendo em ambiente com meia-luz. Xaxim e troncos, bem como casca de Pinus são bem aceitos.

Referências:

Barros, F. de, Vinhos, F., Rodrigues, V.T., Barberena, F.F.V.A., Fraga, C.N., Pessoa, E.M. 2012. Orchidaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2012/FB012070).

http://www.orchidspecies.com/polystachaconcreta.htm

http://www.cb.ufrn.br/atlasvirtual/Polystachya%20concreta.htm

Compilação: Maurício Periquito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *